Solicite um orçamento



















Notícias

> Comunicado referente ao atendimento técnico
A DeMaria informa que devido às novas regras para emissão de certidões...

03/01/2018 - Leia mais >


> COMUNICADO
A DeMaria vem comunicar que está devidamente alinhada com as medidas exaradas pelo poder...

26/03/2020 - Leia mais >


> SP: DeMaria em alguns clientes há 30 anos
Agnaldo De Maria, diretor da DeMaria, esteve visitando nos últimos dias de fevereiro,...

03/03/2020 - Leia mais >


> SP: DeMaria homologa soluções da Infordoc
A DeMaria recebeu em seu escritório de São José dos Campos, no dia 21 de...

03/03/2020 - Leia mais >


> AM: DeMaria cria sistema de buscas entre cartórios de Manaus
A DeMaria implantou através de seu software DOC-Web  a busca integrada entre todas...

14/02/2020 - Leia mais >

MA: Corregedoria orienta cartorários sobre Selo de Fiscalização Eletrônico


Data: 18/09/2019

Corregedoria orienta cartorários sobre Selo de Fiscalização Eletrônico
 
A Corregedoria Geral da Justiça – CGJ/MA editou provimento que trata da utilização do Selo de Fiscalização Eletrônico nas serventias extrajudiciais do Maranhão a partir deste mês de setembro de 2019. A medida – regulamentada pela Resolução GP nº. 482019 – atende às metas estabelecidas pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) para os serviços extrajudiciais de todo o Brasil.
 
No documento, o corregedor-geral Marcelo Carvalho Silva ressalta para que os registradores civis, quando forem praticar os atos de seu ofício, por meio do sistema Regesta, deverão imprimir o Selo de Fiscalização Eletrônico em etiqueta para afixação no documento que instrumentaliza o ato praticado.
 
A orientação se dá em razão do Sistema Regesta, utilizado atualmente pelos cartorários e desenvolvido pelo Tribunal de Justiça do Estado do Maranhão para a prática de atos de registro civil, não estar apto a gerar o selo eletrônico no momento da prática do ato registral.
 
“A Diretoria de Informática e Automação do Tribunal de Justiça providenciará a adequação do sistema Regesta, de modo que o Selo de Fiscalização Eletrônico possa ser gerado concomitantemente à prática do ato registral”, determina o Provimento n.º 41/2019.
 
Os atos devem ser praticados dessa forma até que sejam concluídas as alterações no sistema Regesta.
 
 
 
 
 

Fonte: Portal do Poder Judiciário do Estado do Maranhão